Os funcionários da autoridade tributária do distrito de Vila Real fizeram uma greve parcial e saíram à rua em protesto contra as condições de trabalho. A redução de recursos humanos afeta, em especial, as repartições mais pequenas no interior do país.

Com os serviços cada vez mais vazios de pessoas mas mais cheios de trabalho, os funcionários da Autoridade Tributária e Aduaneira do distrito de Vila Real sentem-se a caminhar para o colapso. Por isso, juntaram-se ao protesto nacional para reivindicar melhores condições de trabalho. Um dos manifestantes, ouvidos pelo Porto Canal, diz que “grande parte dos colegas estão a sair para a reforma e não existem concursos suficientes que reponham os colegas que saem”.

Além das paralisações, os trabalhadores realizaram ainda, junto das populações, ações de sensibilização para a necessidade de um serviço realizado em condições dignas, que trará benefícios para todos.