NOTA INFORMATIVA N.2/2024 – ASSISTÊNCIA MÉDICA DO SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS JUDICIAIS.

 

 

O Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos estabeleceu um protocolo, para a área da saúde, com o Sindicato dos Funcionários Judiciais (SFJ), que irá vigorar no biénio 2024/2025.

Este protocolo permite o acesso, em condições vantajosas, a um conjunto de serviços proporcionados por prestadores privados de saúde, nomeadamente, médicos, dentistas, centros de enfermagem, laboratórios, clínicas e hospitais.

Podem ser beneficiários os sócios do STI que aderirem, bem como, os cônjuges ou legalmente equiparados, ascendentes e descendentes de ambos até ao 2º grau.

O custo de cada um dos cartões requeridos é de 10€, inclusive o do Sócio.

Caso se pretenda inscrever-se, ou inscrever os membros do seu agregado familiar, deverá preencher o boletim de inscrição que se encontra AQUI e seguir as instruções ali indicadas.

A Assistência Médica, proporcionada pela AMSFJ aos seus beneficiários, abrange as seguintes modalidades:

a) Consultas de clínica geral e de especialidades, incluindo visitas domiciliárias;
b) Meios auxiliares de diagnóstico;
c) Meios de terapêutica;
d) Intervenções cirúrgicas;
e) Internamentos;
f) Enfermagem;
g) Meios de correção e compensação;
h) Tratamentos termais.

Poderá consultar a lista das entidades protocoladas, no site do Sindicato dos Funcionários Judiciais, através do seguinte endereço:

LINK PARA A LISTA DE PRESTADORES CONVENCIONADOS COM A ASSISTÊNCIA MÉDICA DO SINDICATO DOS FUNCIONÁRIOS JUDICIAIS

O acesso aos serviços clínicos e hospitalares faz-se através de marcação direta junto da entidade prestadora protocolada, invocando a qualidade de beneficiário da AMSFJ – Assistência Médica do Sindicato dos Funcionários Judiciais e exibindo, no ato assistencial, o respetivo cartão, sendo o pagamento dos serviços de consulta ou assistenciais, integralmente liquidado (segundo tabelas vantajosas protocoladas), diretamente, contra a emissão de recibo em nome do beneficiário assistido.

Após esse pagamento, deverá o recibo ser enviado, pelo sócio, como habitualmente, para a ADSE a fim de ser comparticipado e, posteriormente, para o seguro de saúde do STI/MGEN. Este serviço não inviabiliza nem a comparticipação da ADSE nem a do seguro de saúde do STI, pelo contrário, é complementar a esses serviços.

A pedido do Departamento da Assistência Médica do S.F.J., informa-se que este continua a envidar esforços no sentido de alargar a todo o território o estabelecimento de protocolos com entidades de assistência (médicos, clínicas e hospitais).

Apesar de já existir uma rede de cobertura territorial bastante significativa e diversificada, verifica-se que, em determinadas zonas, designadamente do interior, há dificuldades que se pretendem minorar.

Nesse sentido, o Departamento da Assistência Médica do S.F.J. agradece a colaboração dos sócios residentes nas áreas dos distritos de Bragança, Castelo Branco, Faro, Guarda, Portalegre, Vila Real e Viseu, bem como, das Regiões Autónomas dos Açores e da Madeira, que tenham contactos com potenciais aderentes ao estabelecimento de protocolos e que sejam considerados de interesse geral, canalizem os mesmos para este esse Departamento, com indicação sumária da sua área funcional e do respetivo contacto, preferencialmente via e-mail, a fim de serem analisados.

 

CONJUGAÇÃO DOS VÁRIOS SISTEMAS DE QUE O SÓCIO BENEFICIA
ADSE | SEGURO DE SAÚDE MGEN | ASSISTÊNCIA MÉDICA DO SFJ

A utilização conjugada destes três sistemas – ADSE, SEGURO DE SAÚDE STI/MGEN E ASSISTÊNCIA MÉDICA DO SFJ – pode trazer vantagens significativas. Antes de mais convém destacar que:

1. Quer a utilização do cartão da Assistência Médica do Sindicato dos Funcionários Judiciais (AMSFJ), quer a utilização da rede de prestadores de cuidados de saúde da MGEN não inviabilizam a remessa para comparticipação da ADSE em regime livre;
2. Igualmente, a utilização de qualquer destes sistemas não inviabiliza a remessa para o Seguro de Saúde STI/MGEN, após a comparticipação da ADSE (recorda-se que existem situações em que a comparticipação do Seguro é efetuada sem necessidade de aguardar pela comparticipação da ADSE e pela declaração desta entidade para efeitos de complemento de comparticipação).

Assim, e para potenciar o benefício, deverá, em cada caso concreto e em função do prestador, aferir qual a melhor forma de utilizar cada um destes sistemas.

  1. Sendo Sócio ou membro do agregado familiar beneficiário da ADSE E DO SEGURO DE SAÚDE STI/MGEN
  • Deverá aferir se a entidade prestadora dos serviços integra a rede de prestadores da AMSFJ e, simultaneamente, se tem acordo com a ADSE. Integrando as duas entidades, deverá questionar qual dos sistemas se mostra mais vantajoso de utilizar em primeiro lugar (ADSE ou AMSFJ);
  • Se optar por utilizar o cartão da AMSFJ, por a entidade prestadora dos serviços não ter acordo com a ADSE, ou por este ser mais vantajoso, deverá enviar o recibo do valor que suportou, quer para a ADSE, quer para o seguro de saúde STI/MGEN;
  • Se optar por utilizar o cartão da ADSE, por a entidade prestadora dos serviços não ter acordo com a AMSFJ, ou por aquele ser mais vantajoso, deverá enviar o recibo do valor que suportou para o seguro de saúde STI/MGEN.

 

  1. Sendo membro do agregado familiar NÃO beneficiário da ADSE MAS SEGURADO NO SEGURO DE SAÚDE STI/MGEN
  • Deverá aferir se a entidade prestadora dos serviços integra a rede de prestadores da AMSFJ e, simultaneamente, se integra a rede de prestadores da MGEN. Integrando as duas entidades, deverá questionar qual dos sistemas se mostra mais vantajoso de utilizar em primeiro lugar (STI/MGEN ou AMSFJ);
  • Neste caso, seja qual for o sistema que utilize, poderá enviar sempre para reembolso do seguro de saúde STI/MGEN, o recibo do valor que suportou.

 

  1. Sendo membro do agregado familiar NÃO beneficiário da ADSE NEM SEGURADO NO SEGURO DE SAÚDE STI/MGEN

Nesta situação poderão estar os ascendentes de sócios do STI, a quem é permitido aderir à AMSFJ, mas que não podem ser segurados do seguro de saúde STI/MGEN nem beneficiários da ADSE. Neste caso, sempre que a entidade integre a lista de prestadores da AMSFJ é vantajoso utilizar este cartão. Recorda-se que a AMSFJ não é um seguro, é uma rede de prestadores convencionados, pelo que o valor pago, já com o desconto, não tem mais nenhuma comparticipação.

 

Saudações Sindicais

A Direção Nacional