As duas repartições de finanças de Guimarães estão encerradas esta quinta-feira. Em causa está a greve nacional de cinco dias, convocada pelo Sindicato dos Trabalhadores dos Impostos.
Com esta greve o Sindicato pretende «mostrar ao actual governo e ao país que estes profissionais merecem e exigem respeito pelas funções que desempenham e que não aceitam passivamente a destruição de um setor em crescente degradação».

No leque de problemas a resolver, o Sindicato destaca «a deficiente gestão de Recursos Humanos, a robotização das funções inspectivas e a falta de condições para prestar um bom e eficaz serviço no apoio ao cumprimento, no controlo da fronteira externa da União Europeia e na prevenção, investigação e combate à fraude e evasão fiscal e aduaneira».