ESTADO DE EMERGÊNCIA – RESPONSABILIDADE SOCIAL E MEDIDAS EXTRAORDINÁRIAS

Caras e caros colegas,

O país encontra-se em estado de emergência. Cada dia que passa sem que sejam aplicadas medidas sociais e individuais para interromper o circuito de propagação do vírus Covid-19, é um dia que estamos a contribuir para que as consequências sejam mais desastrosas.

Na Autoridade Tributária e Aduaneira (AT), são muitos os trabalhadores que já se encontram em casa, a trabalhar remotamente. Mas muitos trabalhadores estão ainda em funções nos seus serviços.

O STI tem conhecimento de que foram ontem divulgadas pela AT para todas as Direções de Finanças, orientações (em anexo) no sentido de que seja reforçado o trabalho remoto e, nos casos em que não é possível, sejam definidos com as chefias horários desfasados, para que os trabalhadores que ainda têm que trabalhar nos serviços não o façam em simultâneo. Estas instruções devem ser aplicadas em todos os serviços da AT e urge a que existam instruções também para área aduaneira.

Temos conhecimento que em muitos serviços da AT, onde os dirigentes e as chefias têm lidado com esta situação com sentido de responsabilidade social, estão já a aplicar estas medidas e, nos casos em que não puderam alocar os seus trabalhadores ao regime de teletrabalho, acordaram com eles o desfasamento de horários, garantindo que só estejam no serviço 1 ou duas pessoas durante este período.

Este é um momento crítico, em que a prioridade fundamental é assegurar a segurança e a manutenção da saúde individual e pública. Nestes momentos, os seres humanos tendem a revelar o seu melhor e também o seu pior. O STI apela a que todos os associados procurem manter a calma e o sentido solidariedade e de responsabilidade social que são fundamentais para atravessar momentos como este.

A todos os que ainda se mantêm ao serviço, apelamos a que sejam cumpridas todas as orientações sanitárias, nomeadamente:

  • Desinfeção: Limpar todas as superfícies de trabalho, se partilhar o posto de trabalho, nomeadamente passando toalhete com álcool nos equipamentos partilhados – telefone, teclados, fotocopiadora, maçanetas de portas, casa de banho, etc.
  • Medidas de etiqueta respiratória: tapar o nariz e a boca quando espirrar ou tossir;
  • Higiene: Lavar as mãos frequentemente;
  • Evitar tocar na cara e olhos com as mãos;
  • Distanciamento social: manter-se distante dos colegas, pelo menos 2 metros;

Em caso de sintomas como febre, tosse, ou dificuldade em respirar, ficar em casa, comunicar à chefia e ligar para o SNS24.

Apelamos a que continuem a reportar ao STI e agradecemos mais uma vez a todos os que têm contribuído com o reporte de situações anómalas, sobretudo àqueles que têm conseguido contribuir com o seu discernimento e espírito solidário para ajudar na resolução de situações mais críticas.

STI – Por ti, para ti, contigo,

Saudações sindicais,

A Direção Nacional

Covid-19 orientações serviços